http://forkredit.com/ | | |

Servidores lotam galeria da Câmara em defesa do IPSM

Publicado em Outros setores e secretarias

O SindServ-SJC parabeniza os servidores que foram na sessão de Câmara desta quinta-feira lutar pelo IPSM. Essa foi a maior mobilização da categoria nos últimos anos e demonstra que temos condições de lutar pelos nossos direitos.

Infelizmente, a maioria dos vereadores aprovaram o Projeto de Lei nº 362 e escancararam a podridão que é o sistema político em que vivemos. A falta de respeito é tanta, que a presidência da Câmara mandou desligar o ar-condicionado da galeria, onde estavam cerca de 400 servidores, a maioria aposentados. Muitos passaram mal e tiveram que sair carregados. A sessão ficou suspensa propositalmente por horas, mas a categoria não arredou o pé, mesmo diante de tamanha covardia e desumanidade.

A LUTA SÓ COMEÇOU...
O Sindicato reforça a importância de mantermos a mobilização e união - a luta não acabou e ainda há muita coisa pela frente. Tomaremos todas as *medidas jurídicas* necessárias para impedir que o PL se torne lei, mas precisamos continuar mobilizados. Por isso, iremos agendar uma nova *assembleia* onde a categoria vai decidir os rumos da luta.

VOTAÇÃO:
* Por 11 votos a 8, o Projeto de Lei nº 362 foi aprovado na sessão de Câmara desta quinta-feira (5). Os vereadores da base governista ignoraram a galeria lotada de Servidores e a recomendação do Ministério Público para que não aprovassem o texto.

Vereadores que traíram os servidores e votaram A FAVOR DO PROJETO que vai acabar com a aposentadoria:

• José Dimas (PSDB) • Sérgio Camargo (PSDB) • Walter Hayashi (PSC) • Lino Bispo (PR) • Rogério Cyborg (PV) • Maninho 100% (PTB) • Fernando Petiti (PSDB) • Robertinho da Padaria (PPS) • Roberto do Elevem (PRB) • Calazans Camargo (PRTB) • Marcão da Academia (PTB)

O vereador Juvenil Silvério, do PSDB, não votou porque é Presidente da Câmara, mas defendeu a aprovação do projeto.

MÊS DO SERVIDOR
Esse mês de outubro temos duas datas importantes, 15 de outubro é Dia dos Professores e dia 28 dos Servidores Públicos. O projeto que ataca o IPSM foi o presente do Sr. prefeito e dos vereadores governistas para a categoria. Essa é a valorização que merecemos?

Vamos à luta!

#oIPSMéNosso

SindServ-SJC, Servidores em 1º lugar! 

Bom Dia Vanguarda: Com protesto, Câmara de São José aprova mud...

Com protesto de servidores, a Câmara aprovou na noite desta quinta-feira (5) mudanças na lei do Instituto de Previdência do Servidor Municipal de São José dos Campos. O projeto prevê o aumento no repasse dos fundos do próprio instituto para bancar a aposentadoria de ex-servidores. Segundo a prefeitura, são necessários R$ 30 milhões para o pagamento, desses R$ 15 milhões eram da administração municipal. O projeto de autoria do prefeito Felício Ramuth (PSDB) foi aprovado por 11 votos a oito e dividiu opiniões na câmara. O texto muda o 'repasse extra'. A prefeitura explica que quando o valor arrecadado é menor que o pago aos aposentados ela repassa um valor de cerca de R$ 15 milhões ao instituto para garantir o equilíbrio financeiro. Com a nova lei, esse repasse pode ser reduzido. Isso porque o texto prevê que, quando esse número for negativo, o instituto deve usar dois terços do valor do fundo para manter o equilíbrio. Caso esse valor não seja o suficiente, a prefeitura deve injetar valores. A votação do projeto foi marcado por protestos. Os servidores alegam que usar o valor do fundo da previdência é colocar em risco o pagamento das aposentadorias futuras. “O fundo é para manter o pagamento daqueles que ainda vão se aposentar. Usar isso é colocar em risco todas as aposentadorias daqui em diante”, comenta a servidora Jaqueline França. Além dos servidores, o MP também recomendou à Câmara que não aprovasse o texto do projeto. A proposta da prefeitura, no entanto, foi aprovada com 11 votos a oito e segue para a publicação do prefeito. “Não concordamos. Conversamos com os vereadores sobre o risco dessa aprovação e esperávamos um resultado diferente para garantir a aposentadoria do servidor. O projeto do prefeito é preocupante”, comentou a vereadora Juliana Fraga (PT).

Publicado por SindServ Sjc em Sexta, 6 de outubro de 2017

Facebook SindServ-SJC