Boca no Trombone

Boca no Trombone - Agosto 2013

Postado em Boca no Trombone

"Tucana" ganha cargo de chefia
Cargo de confiança na era PSDB e madrinha dos Novos Planos de Carreira, ingressou através de concurso e foi nomeada chefe de divisão pela secretaria de administração, contrariando o que diz a lei, que impede um servidor em estágio probatório ser nomeado em outra secretaria.

Perseguidora vira supervisora
A direção da Fundhas nomeou para supervisão pessoas da gestão passada e que perseguiam trabalhadores, inclusive dirigentes sindicais.

Cozinheiras
Algumas cozinheiras da Prefeitura e da Fundhas estão sofrendo com assédio moral e desrespeito por serem readaptadas. Para piorar, a Secretaria de Educação anunciou a ampliação da terceirização da merenda escolar. Somos contra a Terceirização. Concurso público já!

Fiscalização
A meritocracia do PSDB está em xeque. A diretoria do Departamento de Fiscalização alega que não mantém os relatórios da pontuação e pede prazo se 180 dias para apresentá-los. A justiça determinou 90 dias. O Sindicato exige a apresentação imediata dos relatórios, pois se trata de pagamentos efetuados sem a devida comprovação.  Transparência é um direito inalienável!

Arbitrariedade no Proced
O PROCED vem cometendo algumas arbitrariedades: não há critérios de penalidade e servidores que não nunca tiveram sanção disciplinar recebem como primeira punição a pena de suspensão, pulando a pena de advertência. Para piorar, os advogados não tem conhecimento das penas aplicadas a tempo hábil de garantir a ampla defesa.

Laboratório Central

Postado em Boca no Trombone

O prédio do Laboratório Central é antigo e sem estrutura. Falta água e toner, e quando chove fica tudo alagado. O excesso de pacientes e as péssimas condições de trabalho prejudicam servidores, pacientes e fazem da unidade um péssimo exemplo para a saúde pública de S. José.

Envie sua denuncia!

Insalubridade na “Saúde Mental”

Postado em Boca no Trombone

A prefeitura retirou o adicional de insalubridade dos servidores que trabalham na unidade de Saúde Mental da região Sul. O Sindicato considera uma decisão descabida e absurda. Estamos tomando todas as medidas possíveis para garantir esse direito aos trabalhadores.

Envie sua denuncia!

FACEBOOK DO SINDSERV SJC